Uma lembrança eterna


A troca de olhares e a mãozinha curiosa da Sofia

A Valéria Sofia Bagatini André, mamãe da Sofia, teve uma ideia incrível de lembrancinha para distribuir aos convidados da festa de um ano da filha. “Imagina que legal seria não só eu ter um pingente representando todo esse momento, mas todas as pessoas que estiveram ao meu lado e favoreceram o processo para o sucesso da amamentação também terem um?


Confira essa história na entrevista a seguir, concedida por telefone para a equipe da Pingente de Amor:


Como você conheceu a Pingente de Amor e de onde surgiu a ideia de dar um pingente como lembrança do aniversário de um ano da sua filha aos convidados?

Desde que descobri a gravidez, comecei a seguir várias contas no Instagram sobre maternidade e entre elas estava a Pingente de Amor. Logo decidi que eu queria muito um pingente feito com o leite que eu amamentaria meu bebê. No entanto, minha mãe teve uma história bem difícil com a amamentação. E como eu tenho pouco peito, ouvia muito as pessoas dizendo que eu não ia amamentar, que não ia dar certo. Então foi uma coisa que me deixou muito apreensiva. Quando a Sofia nasceu e eu consegui amamentar, tive a certeza de que eu precisava de um pingente de amor, porque mesmo amamentando eu ouvia das pessoas que eu não ia conseguir manter. No dia das mães uma amiga minha ganhou um pingente. Foi daí que eu falei: “nossa, é agora que eu vou fazer o meu”. Eu estava olhando as opções de pingente no Instagram da Pingente de Amor e recebi uma mensagem da decoradora que estava organizando a festinha da Sofia. Do nada veio o estalo: imagina que legal seria não só eu ter um pingente representando todo esse momento, mas todas as pessoas que estiveram ao meu lado e favoreceram o processo para o sucesso da amamentação também terem um? Daí fiquei com aquela apreensão: será que vou conseguir? Estava muito perto do aniversário. Em meio às dúvidas decidi mandar um e-mail. No dia seguinte já tinha a resposta da Júlia confirmando e aceitando a proposta. Assim fomos conversando e conseguimos fazer 70 pingentes.


Quantos mililitros de leite você precisou para fazer esses pingentes?

Aproximadamente 300 ml. Deu para fazer os 70 pingentes e ainda sobrou leite, com o qual fizeram mais dois e me deram de presente.


Como foi a reação das pessoas ao receberem a lembrança da festa?

A grande maioria dos convidados não sabia o que estava na caixinha que receberam. Junto com o pingente foi feita uma explicação personalizada. Teve gente que estava quase em casa quando leu, entendeu do que se tratava, e voltou para a festa para comentar comigo sobre a lembrança, dizendo que era algo maravilhoso, um pedacinho eterno da Valéria e da Sofia. Ou pessoas que chegaram em casa e me mandaram fotos, usando o pingente como amuleto no carro, como pulseira, como colar, de várias maneiras. E sempre com a mensagem de que carregam um pedaço nosso e a recordação desse momento lindo que é a amamentação. Está sendo incrível. As pessoas simplesmente amaram.


A tua história de amamentação serve de testemunho e motivação para muitas mulheres que se questionam diante da capacidade de amamentar...

Com certeza... A gente sempre ouve que não vai conseguir. É muito difícil ter apoio. É algo para ser totalmente natural, mas não é automático. É preciso uma rede de apoio para conseguir amamentar. Não depende só da mulher. Esse meu testemunho e o de tantas outras mulheres com certeza fortalece e empodera.


Qual a tua expectativa em relação à Sofia, quando ela começar a entender o que isso significa, e ela ficar sabendo que foi essa a lembrança do aniversário de um aninho dela?

Acho que ela vai amar. Toda a festa foi pensada em um significado que represente algo para ela, futuramente. Essa lembrança será uma forma de ela se reconectar, se reencontrar com ela mesma.


Como você define o que significa o trabalho da Pingente de Amor para as mulheres que vivem a experiência de eternizar o leite materno?

A Pingente de Amor eterniza uma série de sentimentos e pensamentos: há dúvidas, há certezas, questionamentos, dor, felicidade, amor, vínculo. Tudo isso fica eternizado em uma joia linda. Então, é um trabalho incrível. Fiquei apaixonada quando eu conheci. E agora, diante da experiência maravilhosa que eu tive, não tenho palavras para definir.


Fotos: Arquivo pessoal da entrevistada.


346 visualizações0 comentário